Return to site

ARTIGO - QUAL É O PAPEL DA ÁREA DE SUPRIMENTOS EM MOMENTOS DE CRISE?

Mesmo que em longo prazo a economia de um país tende ao crescimento, este não se dá de forma linear e constante. Há períodos de crise onde a produção recua em busca de re-equilíbrio entre oferta e demanda. Nestes momentos muitas empresas se deparam com quedas nas vendas e nas margens de lucro. Toda a estrutura da empresa precisa se adequar aos tempos difíceis para que ela consiga sobreviver e continuar no mercado. A área de Suprimentos, incluindo Compras e Gestão de Estoques, tem muito a contribuir:

Em momentos de crescimento na produção e nas vendas, Suprimentos é desafiado a comprar mais rápido e manter um alto nível de serviço dos estoques, incluindo insumos e MRO (sobressalentes para manutenção). O foco principal é não deixar a produção parar por falta de material ou serviços de terceiros.

Em tempos de crise o foco da empresa muda para redução de custos onde todo custo não essencial precisa ser eliminado. Então o desafio de Suprimentos passa a ser comprar mais barato e reduzir os estoques ao mínimo possível.

Comprar mais barato em época de crise requer ações que vão além de ser mais criterioso e exigente nas negociações com os fornecedores. É preciso questionar os clientes internos sobre a real necessidade dos produtos que estão sendo requeridos, bem como o nível de sofisticação, a quantidade e o prazo de entrega. Todos estes pontos têm impacto direto no preço e no custo. É preciso também propor para os clientes internos fornecedores e produtos alternativos, expandido o mercado e aumentando a concorrência.

Outra contribuição importante da área de Suprimentos é a renegociação de contratos existentes. É preciso balizar novamente os preços dos contratos em relação ao mercado uma vez que na crise ele sofre alterações, normalmente favorecendo quem compra. O mercado fornecedor se altera principalmente devido a maior ociosidade de suas fábricas, redução nas vendas e incerteza em relação ao futuro. Isso torna as negociações mais fáceis para o comprador e aumenta a possibilidade de redução de preços quanto se propõe acordos de longo prazo. É um ótimo momento para definir novas metas para os SLAs (Service Level Agreement) existentes, obviamente mais favorecidas ao comprador.

Em relação aos estoques de insumos e MRO, estes devem ser reduzidos ao mínimo necessário. Na gestão de estoques há um equilíbrio importante que é a quantidade em estoque X a falta de material quando solicitado. Quando se aumenta o valor de estoque reduz a falta de material, em outras palavras, aumenta o nível de serviço ou atendimento ao usuário.

Neste caso é uma questão de ajuste. A alta direção da empresa deve acertar com as áreas de Operação, Manutenção e Suprimentos qual é a redução do nível de serviço do estoque e qual é a redução do valor de estoque a serem assumidas neste período.

O desafio para a área de Suprimentos será reduzir o valor do estoque para a nova meta, porém sem reduzir o nível de serviço de forma proporcional. Isto é possível dentro das técnicas de gestão de estoque disponível.

Esta é uma breve explanação de como a área de Suprimentos é importante nos períodos de crise. Uma gestão correta da área e o apoio da alta direção são essenciais para reconduzir a empresa aos caminhos do lucro, fazer com que ela passe pela crise e saia fortalecida. Dependendo do ponto de vista, pode ser uma ótima oportunidade para estabelecer melhores patamares de preços, SLAs e metas internas.

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OK